Endometrium

If we could look at ourselves and wonder like looking at the clouds.
Many drawings, many dreams.
Bloody drops.

Half of the world population, cis women and trans men, bleed monthly during most of their lives and yet periods are a taboo around the world. It affects how we live, interact and see ourselves and each other.

Mais da metade da população, formada por mulheres cis e homens trans, sangra mensalmente durante a maior parte de suas vidas. No entanto, apesar disso, a menstruação ainda é um tabu ao redor do mundo. Isso afeta como nós vivemos, como interagimos, nos vemos e vemos os outros.

When my mother had her first period, she thought she was dying because no one had never told her anything about it. It was a funny story she told us, and I never forgot. When I had my first period, I heard “now you are a woman” and I had no idea what that meant. I was 13 or 14 years old.

Quando a minha mãe menstruou ela pela vez, ela achou que ia morrer, porque ninguém nunca tinha dito pra ela que a menstruação sequer existia. Ela sempre nos contou rindo e eu nunca me esqueci. Quando chegou a minha primeira menstruação, eu ouvi “agora você é mulher” e eu não tinha ideia do que aquilo significava, eu tinha apenas 13 ou 14 anos.

I also learned that periods had to be hidden at any cost and that it would be the worst shame ever if even a small drop of my blood stained my jeans, for example. Would I have failed as a woman? “Becoming a woman” felt like a burden right away for me.

Eu também aprendi que a menstruação e o sangue menstrual têm que ser escondidos a todo custo e que seria uma enorme vergonha se uma pequena gota do meu próprio sangue manchasse minha roupa, por exemplo. Será que eu teria falhado como mulher? Na minha cabeça de 13 anos, ser mulher parecia um fardo, uma desgraça, por vários motivos entre eles a menstruação.

We are taught something natural that’s part of reproduction circle is shameful, we are taught our blood are dirty, we are taught our blood is shameful, thus we are disgusting.

Nós somos ensinadas e ensinados que algo é natural, algo que é parte do nosso ciclo reprodutivo é vergonhoso. Nós aprendemos erroneamente que nosso próprio sangue é sujo e portanto aprendemos que devemos ter nojo de nós.

In this scenario, “Endometrium” is an invitation to take our own narratives back. It is an challenge to see how powerful is to bleed, how beautiful and strong periods are, how beautiful and strong we are.

Nesse contexto, “Endometrium” é um convite para retomar as nossas narrativas sobre nossos corpos. é um desafio para ver como é poderoso sangrar, como nossa menstruação é forte e bonita, e como somos fortes também.

I share my blood drops with you offering the possibility to create, imagine and play without shame, guilt nor disgust. I invite you to imagine drawings in these pictures like when we look at the sky. Let’s all disrupt this taboo together!

Eu divido com vocês as minhas gotas de sangue, que são parte de mim, como a possibilidade de criar, imaginar e brincar sem culpa, vergonha ou nojo. Eu convido vocês para imaginar desenhos nas minhas fotos, assim como quando olhamos as nuvens no céu. Vamos destruir esse tabu juntas e juntos!